sábado, 21 de novembro de 2015

Um dom

  Uma pessoa que escreve tem inspirações do nada. Têm muita criatividade para criar situações inusitadas e não têm medo de escrever nada, pois no papel tudo pode ser real! Na vida real podem ser tímidas, e não gostarem de falar pessoalmente.
  Como uma pessoa pode ter características tão distintas? Simples: isso é um dom. Há pessoas que têm o dom de cantar, dançar, pintar, e etc. E há aquelas que têm o dom de escrever! E a escrita é uma das artes mais bonitas e eternas que existem. Poemas que foram escritos a muitos anos, continuam sendo lidos até hoje!
  Por isso, parabéns a quem escreve! Desde um simples bilhetinho para alguém importante, até a um livro de muito sucesso! E parabéns também a quem lê, pois lendo a criatividade também é aguçada! 
 

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Vic. - Cristiane Dantas. #MLP

O que falar sobre esse livro?
É um livro tão simples, mas tão encantador. Já o li duas vezes e continuo me identificando bastante com a Vic.
A forma como ela se vê me lembra um pouco de mim mesma, mas o que mais temos em comum é nosso amor pelos livros:
"Foi ai que ela viu a prancha de surfe no chão do corredor. No chão, não: em cima de uma pilha de livros. Dos seus livros! Seus queridos livros! Seus companheiros inseparáveis, que a consolavam, que a compreendiam, que lhe davam força para enfrentar aquela vida horrível.
-Meus livros! - gritou, e nem ela reconheceu sua voz, enfurecida. Ou, como diriam seus escritores favoritos, colérica, retumbante, gutural, vinda do mais profundo do seu ser."
 Vic é um ótimo livro para garotas, fala sobre as inseguranças e medos que todas nós temos. É tão fácil gostar da Vic, se identificar com as angustias dela, rir com ela.
O livro é de fácil entendimento, tem uma narrativa simples e divertida.
Conta a história de uma adolescente que tem os pais divorciados. Sua mãe é uma excecutiva de muito sucesso que se dedica inteiramente a careira e é ausente na vida de Vic. Quanto ao seu pai, um fracassado que nunca fica em um emprego por muito tempo, monta diversos negócios e todos acabam falindo.
Sua avó vive em sua casa, perturbando não apenas Vic como a todos os empregados e dando opinião em tudo.
Vic descobre que sua mãe vai casar sem nem ao menos saber da notícia, e de forma mais inesperada ainda seu padastro se muda com seu filho para o apartamento.
A vida de Vic se torna uma confusão, diversas coisas acontecem ao mesmo tempo. Mas é em sua festa que Vic consegue dar um rumo em sua vida, graças a ajuda do avô de Bruno (filho do seu padastro). Depois da festa de Vic sua mãe se torna mais presente, ela começa a namorar e as coisas caminham da forma que deveriam ser desde sempre.


Autora: Cristiane Dantas.
Editora: Barco a vapor.
Publicado em: 2007.

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Lua Vermelha - Benjamin Percy. #MLP

Já terminei esse livro há algumas semanas, e não tive oportunidade de vir até aqui e fazer a resenha sobre ele.
No início achei o livro bastante confuso, a narrativa dele muda constantemente de um personagem para o outro. Como não tenho costume de ler livros assim, foi estranho e meio complicado me adaptar, mas devo admitir que fiquei grata em acompanhar diversos pontos de vista e vários acontecimentos diferentes ao mesmo tempo.
O livro começa falando sobre alguns atentados cometidos pelos Licanos - pessoas infectadas pelo vírus lobos que se transformam em "animais" - que estavam insatisfeitos com sua situação atual na sociedade e queriam dominar a República Lupina, tirando todos aqueles que não fossem licanos de lá.
Mas, com o crescente número de atentados e medo que se instaura na população, todos os licanos começam a sofrer graves repressões e grandes ameaças. Com a crescente guerra entre humanos e licanos, são formadas diversas milicias que vão à caça dos licanos, buscando seu extermínio. 
O grupo terrorista de Licanos começa a atacar de todas as formas possíveis, até o momento que joga uma bomba radioativa em uma cidade, fazendo com que ela seja evacuada e apenas os licanos fiquem lá. 
A cidade é totalmente cercada por postos do exercito e apenas pessoas autorizadas entram e saem, no entanto, Patrick, um oficial do exercito entra escondido na cidade em busca de respostas. Ele quer encontrar sua mãe e a garota por quem é apaixonado. Na cidade ele descobre que sua mãe foi assassinada por uma milicia e que Claire está viva. Acaba encontrando também seu pai, que havia sido dado como morto e descobre que agora ele é um licano. Logo depois encontra Neil, um amigo de seu pai que estava trabalhando na cura para o vírus lobos.
Patrick entra em contato com seus superiores e explica sua situação, diz que encontrou a cura e espera o resgate chegar. Nesse meio tempo ele encontra Claire e partem juntos em uma ariscada missão, quando são atacados pelos superiores de Patrick que chegaram em sua busca e acharam que o haviam sequestrado.
Claire e Patrick se desencontram e logo após acabam se reencontrando. Ele conta a verdade a ela e o motivo que o levou até a cidade. E acaba sendo contaminado pelo vírus lobos, no entanto ele toma a cura e se torna humano novamente.
Eu gostei bastante da história do livro, essa guerra entre humanos e lupinos foi muito boa. 
Só acho que  deixou um pouco a desejar no fim, pois muita coisa ficou sem resposta. Gostaria muito de saber o que vai acontecer com os licanos quando a cura for revelada. E também acho que devia ter tido um pouco mais de enfase no romance da Claire e Patrick. 



Autor: Benjamin Percy.
Editora: Arqueiro.
Publicado em: 2013.