terça-feira, 18 de agosto de 2015

Dark Swan: Filha da Tempestade.

Então, aqui vai minha primeira resenha...
E pra começar, nada melhor que resenhar o livro de uma autora muito querida.
Richelle Mead.
Ela me conquistou com a série Academia de Vampiros, que posso afirmar com toda certeza, é minha série favorita. Fiquei simplesmente apaixonada pela forma como a história se desenvolve e pela maneira simples e de fácil entendimento com que ela escreve. (E também pelo Dimitri. *-*)
Mas não é sobre Academia de Vampiros que eu irei falar. Vou falar sobre Dark Swan: Filha da Tempestade, que é o primeiro volume da série.
A história é muito boa, bem desenvolvida e narrada de forma simples. Não tem aquelas coisas complicadas que dificultam o entendimento. Além de ser um daqueles livros que não te deixa entediado, onde você fica adiando a leitura por tempo indeterminado. Você se prende a história e quer acabar o quanto antes.
O livro conta a história de Eugenie, uma mulher de 26 anos, que luta e mata "nobres", devido a sua visão peculiar a respeito deles. Os "nobres" são seres que vivem em outro mundo, eles possuem poderes mágicos e a maioria sonha em conquista a Terra e voltar a reinar lá. No entanto, os xamãs, assim como Eugenie, tentam impedir que isso aconteça a todo custo.
Depois de algum tempo Eugenie começa a sofrer ataques constantes desses seres, e várias tentativas de estrupo, apenas algum tempo depois ela descobre os reais motivos de tais tentativas. Tudo está relacionado a uma profecia, onde ela irá gerar um herdeiro que possa tornar o sonho dos nobres de conquistar o mundo em realidade, dando continuidade ao plano do Rei da Tempestade, que era pai de Eugenie.
Depois de algum tempo ela conhece Dorian, que é um rei do Outro Mundo, com quem ela acaba tendo um certo envolvimento e a ajuda a aprender a controlar seus poderes mágicos. E também conhece o sensual Kiyo.
Ela vive um romance com os dois, mas é apaixonada mesmo pelo Kiyo (infelizmente). Tenho uma quedinha a mais pelo Dorian, u.u
Durante todo o livro Eugenie não é capaz de controlar seus poderes, eles ainda se manifestam de forma pequena e quase irrelevantes, mas as tentativas de Dorian de ensinar o básico tem um resultado muito surpreendente mais na frente. Pois, é quando Eugenie salva sua vida do malvado Aeson, outro rei que também deseja ter um herdeiro com Eugenie.
No final do livro Eugenie derrota Aeson e se torna a nova rainha de suas terras, por mais relutante que esteja em continuar com isso. E ela também consegue descobrir que além da água pode ser capaz de dominar o ar.
O livro tem um teor adulto e sensual.
E é repleto de muitas surpresas.
É muito bom, mas não me cativou da mesma forma que Academia de Vampiros. Pode ser que as coisas mudem com os próximos livros. E que essa série possa ser tão viciante quanto a outra, pois cativante ela já é.

Autora: Richelle Mead.
Editora: Agir.
Publicado em: 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário